Novo contorno ferroviário de Catanduva é discutido em Brasília

Compartilhe:

Devido à alta complexidade e ao custo elevado, a obra implica num planejamento de longo prazo.

A construção do novo contorno ferroviário de Catanduva, orçado em R$ 162,1 milhões, foi discutido em Brasília na quarta-feira (2). Representantes da Prefeitura e da Rumo, concessionária responsável pela operação ferroviária, estiveram reunidos com a diretoria do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit).

O contorno pretende retirar o trecho ferroviário que passa pelo perímetro urbano da cidade. De acordo com Marcelo Chagas, coordenador geral de obras ferroviárias do Dnit, o encontro serviu para mostrar o engajamento da prefeitura, da concessionária e da União. “A obra trará benefícios para todas as partes envolvidas”, afirmou. “A cidade terá ganho social retirando a operação ferroviária e os seus impactos do centro da cidade. Também haverá ganho para a Rumo, uma vez que a concessionária não tem interesse em passar no meio da cidade, com problemas de parada de trens em passagens em nível. E, por fim, a economia nacional ganhará com maior eficiência do modal ferroviário transportando a produção agrícola ao Porto de Santos”.

Segundo Charles Magno Nogueira Beniz, diretor de Infraestrutura Ferroviária do Dnit, o Governo Federal tem a intenção de construir o contorno ferroviário. Ele ressaltou a necessidade de uma mobilização conjunta, sobretudo das forças partidárias e políticas da cidade, para que o projeto possa sair do papel.

Para isso, afirma, é necessário que o Congresso Nacional inclua recursos para viabilizar a licitação da obra no orçamento da União em 2019. Devido à alta complexidade e ao custo elevado, a obra implica num planejamento de longo prazo.

A diretora da Secretaria de Planejamento de Catanduva, Adriana Bellini Bonjovani, que representou a Prefeitura em Brasília, lembra que a realização do contorno ferroviário é meta desde a primeira gestão do prefeito Afonso Macchione Neto. “Agora, com o projeto executivo pronto, o esforço será para incluir a obra no orçamento da União”, diz.

Adriana ressalta, ainda, que equipes da Prefeitura e da Rumo estão trabalhando na elaboração de um plano de modernização viária, para execução em curto prazo, que solucione estrangulamentos do trânsito nas passagens sobre os trilhos e facilite a vida dos cidadãos. Assim que concluído, o projeto será apresentado à população.

Compartilhe:

Post Author: blogdasonia