Artista catanduvense faz releitura da obra de Tarsila do Amaral e é destacada em anuário para Arquitetos

Compartilhe:

A belíssima capa da edição deste Anuário Arq+Decor é uma releitura da obra “Operários”, criada em 1933 pela incomparável pintora brasileira Tarsila do Amaral, assinada pela artista visual Gisele Faganello, de Catanduva, uma das artistas dos representados pela Galeria Arqtus-Lígia Testa. A tela de Tarsila traz uma forte temática social, retratando cinquenta e um operários da indústria, em momento histórico marcado pela migração de trabalhadores, classe vulnerável, explorada e sem acesso a leis que a defendesse propriamente. Expoente das artes visuais e artista múltipla, Gisele é um talento nato da cidade de Catanduva, que ganhou projeção nacional e internacional ao longo de sua carreira. Com um ritmo frenético de atividades, a artista conquistou reconhecimento e sua brilhante trajetória pode ser apreciada em painéis e esculturas expostas em espaços diversificados ao alcance do público. A arte desenvolvida por ela tem como característica o uso de materiais diversos e combinações entre diferentes técnicas, o que revela toda a sua potência e personalidade.

Nesta última terça-feira, 30, houve o lançamento online desta 4º edição do Anuário Arq+Decor que estará em circulação pela grande região de Campinas, englobando Piracicaba, Americana, Jundiaí, Limeira, etc com foco em arquitetos, designers e decoradores. A edição impressa, circula com 6 mil exemplares e seu trabalho se destaca bem na capa para arquitetos em uma das regiões mais descoladas do estado. O Circuito Arq+Decor também ganha reforço em um portal de notícias, destacando eventos, promovendo conteúdo para arquitetos, designers de interiores e muito mais. A novidade é a capa desta nova edição tem obra em destaque da catanduvense. Na verdade, Gisele conta que atendeu a uma solicitação da sua galerista Ligia Testa que colocou o foco de sua atividade numa releitura de uma das obras da fantástica Tarsila do Amaral. Obra Os Operários, revista depois de longos anos na modernidade que passa nosso país. Uma tacada de mestre, diga-se. Ligia é assim, mega antenada com a arte nos mínimos detalhes, conta a artista. A releitura de obras de arte é um recurso usado para diversos fins; minha proposta foi homenagear uma mulher focando nela a revisão de sentidos. Gisele acrescenta: nosso grupo de artistas – representado por Ligia Testa – tem muito dessa coisa de fazer referência/reverência a mulheres importantes, estimulando, desta forma, o aumento da representatividade feminina no segmento da Arte. Assim, fui escolhida, uma mulher, para referendar outra mulher: Tarsila, ícone da pintura brasileira, cujo sentido de consciência social aparece com significância em seu trabalho.
Inserido no mesmo anuário Ligia Testa se uniu a Carmen Saucedo, a publisher do Circuito Arq+Decor destacando vários amigos artistas que pintaram, cada qual em seu estilo, as tampas destas caixas. Algumas serão mostradas em matéria dentro do anuário, mas outras, so quem for receber é que se deliciará com um conteúdo tão profissional e artístico. De minha parte, só devo agradecer… à Ligia sempre destacando minha atividade artística, me impulsionando em novos desafios e à Carminha Saucedo, por acreditar na qualidade de nossas atividades Acompanhe o lançamento em https://circuitoarqdecor.com.br

 

 

 

 

 

 

 

 

Compartilhe:

Post Author: Sonia