Projeto “Revelação” dá luz à arte da fotografia analógica

Compartilhe:

Fomentando a história e conceitos da fotografia, “Revelação” tem inscrições abertas nesta terça-feira, 1º de outubro.

Com o objetivo de apresentar e instigar a fotografia analógica às novas gerações, o projeto “Revelação”, idealizado pelo fotógrafo rio-pretense Jorge Etecheber tem inicio no próximo dia 11 de outubro. Contemplado pelo concurso cultural da Secretaria Municipal de Cultura de Rio Preto, a ação consiste em uma experiência prática em torno da fotografia analógica, que resultará em uma exposição fotográfica, chamada “Revelação”, produzida pelos participantes do curso fotografia analógica.

O projeto é dividido em duas etapas: vivências teórica e prática; e exposição e instalação fotográfica. A primeira etapa do projeto será realizada em três dias de oficinas (11, 12 e 13), começando pela vivência teórica em fotografia analógica, que contará com orientação do equipamento fotográfico e técnicas do processo analógico. Na vivência prática, os alunos inscritos participam de uma saída fotográfica para a captura de imagens com filme analógico, revelação dos filmes produzidos pelo grupo, escolha e ampliação das fotos produzidas e seleção de imagens que farão parte da Exposição Fotográfica “Revelação”.

Após o processo de criação, a segunda parte do projeto inicia no dia 14 de outubro, com vernissage de abertura da Exposição Fotográfica “Revelação” e da Instalação da Fotografia Analógica. A exposição ficará disponível para visitações, de 14 a 20 e de 26 a 28, aberta ao público geral. E de 21 a 25 exclusivamente para grupos escolares previamente agendados. 

A instalação da Fotografia Analógica integrada à exposição reunirá objetos e equipamentos que contam a história da fotografia no período analógico, e a visitação a uma “câmera fotográfica gigante” e a um “laboratório de revelação e ampliação fotográfica”.

Na exposição/instalação, o aluno terá contato com uma câmera fotográfica gigante, onde entenderá de forma prática o fenômeno de registro da luz; com um laboratório fotográfico, onde conhecerá os processos químicos envolvidos na revelação e ampliação da fotografia (fixação da imagem no papel fotográfico); e com vários equipamentos e acessórios que marcam o período da fotografia analógica.

De acordo com o idealizador do projeto, Jorge Etecheber, a proposta do projeto é, por meio dos processos envolvidos na fotografia analógica, “oportunizar formas diferentes para promover o ensino de conceitos relacionados à Física, à Química e às Artes” afirma.

Contemplado pelo edital de concurso cultural da Secretaria Municipal de Cultura de Rio Preto, da Lei de Fomento Cultura para Todos/Prêmio Nelson Seixas (modalidade Artes Visuais – Fotografia), o projeto fomenta a história, princípios, conceitos e fórmulas da fotografia analógica, que está na base da tecnologia disponível na era digital.

Teaser de Divulgação
https://www.youtube.com/watch?v=BxzPnxr6eMw Studio Fotográfico Jorge Etecheber 

Jorge Etecheber – Estúdio Fotográfico
Rua Silva Jardim, 4053 – Santa Cruz São José do Rio Preto (17) 99771-4758 – (17) 3231-1005

Compartilhe:

Post Author: blogdasonia