Prefeitura apoia Citrosuco para viabilizar obras da ETE; investimento é de R$ 26 milhões

Compartilhe:

A Citrosuco, empresa 100% nacional que possui fábrica em Catanduva com atuação desde 1991, realiza obras para instalar uma Estação de Tratamento de Efluentes (ETE) no município. Esta semana, a prefeita Marta do Espírito Santo Lopes recepcionou a comitiva do grupo, que se reuniu com o secretário de Desenvolvimento, Fabio Rinaldi Manzano, para tratar do andamento do processo.

A reunião teve a presença da Analista Ambiental da Citrosuco, Vanessa Dias Milano, do engenheiro contratado para o projeto do emissário, Sérgio Kodama, e do projetista da obra Luis Carlos de Freitas. A ETE terá investimento de R$ 26 milhões e deverá gerar cerca de 100 empregos temporários para a obra e outros 10 para a operação, somando-se aos 380 funcionários da empresa no período de safra.

Na reunião, a equipe da Citrosuco explanou sobre a importância do apoio da Prefeitura para viabilizar o emissário, que passará por logradouros e áreas públicas. Depois de tratado, o efluente estará pronto para retornar à natureza, percorrendo 7,4 quilômetros através do emissário, até chegar ao rio São Domingos. O tratamento

A ETE proporcionará tratamento completo: físico-químico, biológico, decantação secundária e desidratação de lodo, com tecnologias de ponta.

A Prefeitura de Catanduva apoia a iniciativa, que resultará na geração de emprego e renda para a população. “Nossa cidade ganha muito com uma obra tão importante quanto essa. Ganha investimentos, empregos e também renda para as famílias, além dos benefícios ambientais. Nosso apoio é mais do que garantido quando se trata do bem da nossa população”, comemora a prefeita.

Já o secretário de Desenvolvimento destaca as conquistas do município e também a confiança dos empresários, tanto os que já atuam na cidade, quanto os que virão.

“Nesses últimos meses do ano tivemos a confirmação de importantes investimentos para Catanduva. A já inaugurada concessionária da Hyundai, a loja da Havan, as duas lojas do Muffato e agora a estação de tratamento da Citrosuco somam mais de R$ 100 milhões. Grande parte desse dinheiro movimenta nossa economia e fomenta o comércio, favorecendo centenas de famílias”, complementa Manzano.

Destaque mundial

A Citrosuco é destaque na produção de suco 100% natural e aproveitamento de 100% da laranja. A empresa chegou a mais de 100 países na América, Europa, Ásia, África e Oceania. Com cultivo, produção e entrega, a empresa é uma das maiores do mundo, com crescimento de forma sustentável. A Citrosuco concentra 20% da participação no mercado global e 40% de todo o suco de laranja produzido e exportado pelo Brasil. A unidade de Catanduva produz em média 95 mil toneladas de suco de laranja por safra e exporta 98% dessa produção.

Imagem: Divulgação/ Prefeitura de Catanduva

Compartilhe:

Post Author: blogdasonia