Governador inaugura o Serviço de Radioterapia/HCC e anuncia verba de R$ 2 milhões

Compartilhe:

O governador João Doria participou, no último sábado, 14 de setembro, da solenidade de inauguração do Serviço de Radioterapia da Fundação Padre Albino, que já está em funcionamento desde o dia 14 de agosto, tratando atualmente ​21 pacientes, e anunciou a liberação de R$ 2 milhões para custeio.

            No seu discurso, o presidente da Diretoria Administrativa da Fundação, Dr. José Carlos Rodrigues Amarante, ressaltou o fim das longas viagens dos pacientes oncológicos e a união de toda a comunidade para que aquilo acontecesse. “Este dia ficará marcado no coração das pessoas e cumpre-se assim o vaticínio e o compromisso dos gestores da Fundação Padre Albino e isto só foi possível graças à iniciativa do ex-presidente da diretoria administrativa, Dr. Olegário Braido, de seu sucessor, Dr. Geraldo Paiva, seguidos por esta administração que, prontamente, encontrou respaldo em nossos representantes políticos, nas pessoas do então deputado Geraldo Vinholi e da deputada Beth Sahão, e, mais tarde, dos deputados Sinval Malheiros e Marco Vinholi, que além da destinação de emendas parlamentares, batalharam junto aos governos do Estado de São Paulo e Federal para que esse sonho se tornasse realidade. Termina hoje a via-crucis de centenas de pacientes oncológicos de Catanduva e região que, sem alternativas, tinham que submeter-se a longas e penosas viagens até os distantes centros especializados. Somado a este esforço, contamos com a contribuição da sociedade catanduvense e da região que, atendendo ao nosso apelo para a captação de recursos, contribuiu decisivamente para o término do projeto quando as verbas públicas escassearam. Gestos como da professora Maria Thereza, gestos como a doação do salário do governador Doria, gestos como das voluntárias do Ateliê Amor ao Próximo, da vanguardista Lourdinha Fávero, dos Voluntários do Bem, das incansáveis Luciana Vargas e Silene Favali, entre tantos outros que colaboraram, não podem jamais serem esquecidos”, enalteceu Amarante.

            Amarante frisou a necessidade da constante ajuda de todos para o custeio dos tratamentos oncológicos. “Padre Albino, servo de Deus, nos deixou um legado e uma missão. O legado é esta instituição que atua nas áreas da saúde, educação e assistência social. A missão foi darmos continuidade à sua obra com a mesma dedicação e carinho com que cuidou. Agora, mais do que nunca, precisamos que as Prefeituras e todos os voluntários da região se unam a nós nessa espinhosa, mas honrosa missão”.

            O governador João Doria, na presença do secretário de Estado da Saúde, José Henrique Germann Ferreira, anunciou a liberação de R$ 2 milhões para o HCC. “Catanduva dá aqui um grande exemplo de união, integração, diálogo, tolerância, capacidade, objetividade e boa gestão colocando em funcionamento um hospital que oferece as mesmas condições e equipamentos que o Hospital de Câncer de Barretos, que é um exemplo e uma extraordinária referência”, afirmou o governador, lembrando do investimento de R$ 7.200.000,00 do Estado na obra física da Radioterapia.

            O secretário de Desenvolvimento Regional do Estado, Marco Vinholi, destacou a união de todos para a realização de um propósito maior. “Hoje é um dia histórico para Catanduva e região, representado pela luta de tantas pessoas que acreditaram em um sonho pensando na saúde daqueles que mais precisam e essa união representada por todos nós e fundamentalmente pela sociedade que, centavo a centavo, foi colocando recursos para a finalização dessa obra”, destacou.

O Governador do Estado de São Paulo, João Doria, Inauguração do Hospital do Câncer de Catanduva. Local: Catanduva/SP. Data: 14/09/2019 Foto: Governo do Estado de São Paulo

            A cerimônia contou com a presença de inúmeras autoridades, entre prefeitos, vereadores e secretários/coordenadores de saúde da região, os deputados estaduais Beth Sahão, Itamar Borges e Delegado Olim, o deputado federal Geninho Zuliani, a prefeita de Catanduva, Marta Maria do Espírito Santo Lopes, o presidente da Câmara Luís Pereira, ex-prefeito Geraldo Vinholi, ex-deputado federal Sinval Malheiros, Maurício Nabhan, assessor da deputada federal Carla Zambelli, Dom Valdir Memede, Bispo da Diocese de Catanduva, voluntários, empresários, representantes de entidades, conselheiros, gestores, médicos do corpo clínico e funcionários da Fundação Padre Albino e imprensa de Catanduva e região.

O Governador do Estado de São Paulo, João Doria, Inauguração do Hospital do Câncer de Catanduva. Local: Catanduva/SP. Data: 14/09/2019 Foto: Governo do Estado de São Paulo

            Durante a solenidade, o presidente da Câmara de Catanduva, Luís Pereira, entregou o título de Cidadão Catanduvense ao governador João Doria.

Homenagem

            Antes da solenidade oficial de inauguração, a Fundação Padre Albino prestou homenagem à Profa. Maria Thereza da Silva Pereira, cujo nome foi dado ao Serviço de Radioterapia do HCC. Com a presença dos familiares, o genro José Roberto Panza Manzano e dos netos Rejane, Ricardo e Roberta Pereira Manzano, foi descerrado um quadro da Profa. Maria Thereza na recepção da Radioterapia com a presença de D. Valdir Mamede, Bispo da Diocese, e do Pe. Francisco da Silva.

            Profa. Maria Thereza foi presidente da Rede Feminina de Combate ao Câncer de Catanduva por 45 anos. Incansável na luta contra a doença, ela reuniu em torno de si senhoras da sociedade na organização e promoção de eventos para arrecadar recursos para a Fundação Antonio Prudente. A Rede Feminina de Combate ao Câncer de Catanduva, por seu intermédio, foi a primeira doadora de recursos para o Serviço de Radioterapia, em 2013. No encerramento das atividades da Rede, em 2014, Profª Maria Thereza decidiu doar, novamente, o saldo bancário para o Serviço de Radioterapia. Ela faleceu em 28/02/2015, com 91 anos.

Compartilhe:

Post Author: blogdasonia