Dr. Luis Pereira e demais vereadores recebem Padre Osvaldo em última Sessão Ordinária do ano

Compartilhe:

O padre esteve na companhia do Deputado Estadual Marcos Zerbini e sua esposa Cleuza Ramos Zerbini, para explanarem sobre o projeto Habitacional Social Coletivo da Associação Bom Pastor

Na noite de terça-feira, 10 de dezembro, durante a 121ª Sessão Ordinária, a Câmara Municipal de Catanduva, recebeu em seu plenário, o Presidente da Associação Pão Nosso, Padre Osvaldo de Oliveira Rosa, juntamente com o Deputado Estadual Marcos Zerbini e sua esposa Cleuza Ramos Zerbini, para explanarem sobre o projeto Habitacional Social Coletivo da Associação Bom Pastor.

Na ocasião, o padre começou sua explanação contando desde o momento que teve a oportunidade de estudar com os Missionários Claretianos, passando pelas mais diversas cidades do Estado de São Paulo, até ser ordenado para vim para Catanduva, onde foi destinado a uma comunidade localizada na região periférica, a qual não possuía recursos.

“Quando cheguei no dia 01/01/1999 nesta cidade, eu não tinha nem uma residência para ficar. Estava em construção uma comunidade sem recursos para manter um padre, e naquele instante a irmã Antônia, do Educandário São José, emprestou a secretaria para eu dormir durante um período. E assim fomos começando os trabalhos pastorais na comunidade à qual fui destinado, e ali se foram muitas as ações, e um dos gritos mais provocantes era a situação social daquela população. E então a paróquia foi crescendo com o acolhimento, a evangelização, as celebrações, as pastorais, os movimentos e as ações sociais, e dessas ações vieram os projetos e dos projetos, algumas viraram obras e obras viraram uma associação, conhecida como Associação Pão Nosso, que congrega mais de 10 (dez) projetos. E dessas realidades foram surgindo necessidades, e uma das necessidades presentes no meio do nosso povo, especialmente do povo sofrido e de baixa renda, é a questão da moradia”.

No decorrer de sua fala, o sacerdote ainda discorreu que em 2016 conheceu o projeto de Habitação Social Compra Coletiva de área, para pessoas sem moradias de São Paulo, mas foi somente em 2017 que conheceu os fundadores do projeto.

“Foi no ano de 2017 que consegui conversar com os fundadores do projeto e quando conheci Marcos Zerbini, me encantei com a sua pessoa e o projeto. Marcos é uma pessoa que luta em prol dos menos favorecidos e tem uma história muito abençoada, e desde o princípio mostrou um desejo muito forte de fazer uma parceria na cidade de Catanduva. Nós nos unimos e em maio de 2017, realizamos a 1ª reunião no espaço da Paróquia Imaculada Conceição e ali fomos nos reunindo com as pessoas, realizamos todos os tramites necessários para realizar o maior sonho das pessoas, que é terem uma moradia. Em dezembro de 2017 iniciamos a compra, a primeira parcela da primeira área coletiva, e assim fomos desenvolvendo e quando foi dezembro de 2018 terminamos de pagar a primeira área, e esta área, os proprietários passaram as escrituras para a associação e hoje está em poder da associação e de todos os associados que fazem parte desta 1ª área.  Em 2018, iniciamos a compra da 2ª área e assim estamos desenvolvendo até o período do término, para recebermos as escrituras em nome da associação. Hoje somos em torno de 2 mil famílias, que caminham juntos em busca desse sonho”.

O eclesiástico, mencionou ainda que as reuniões a respeito do projeto Habitacional Social Coletivo da Associação Bom Pastor é realizado todo mês, geralmente na última sexta-feira de cada mês e é sempre aberto a todos que quiserem participar.

No decorrer da noite, o Deputado Estadual Marcos Zerbini e sua esposa Cleuza Ramos Zerbini fizeram uso da palavra e explicaram como surgiu a iniciativa, como funciona o projeto, e afirmaram que o projeto tem como principal objetivo realizar o sonho das pessoas em terem uma moradia.

Todos os parlamentares teceram suas considerações ao Padre Osvaldo, bem como ao Deputado Marcos Zerbini e sua esposa Cleuza Ramos Zerbini pelo brilhante projeto, que tem como objetivo ajudar e beneficiar os mais humildes.

Ainda na mesma noite, Padre Osvaldo de Oliveira Rosa, voltou a tribuna “Carlos Machado” e agradeceu a todos os parlamentares do Legislativo Catanduvense  pelo apoio ao projeto e lembrou da vez em que o Presidente do Legislativo, Dr. Luis Pereira, intercedeu pela sua permanência em Catanduva, junto ao arcebispo Dom Moacir e a carta transcrita para a língua italiana endereçada ao papa.

“Minha profunda gratidão a todos, principalmente aos nobres vereadores por abraçar esse projeto, compreender esse projeto e por estarem juntos nesse projeto. Temos certeza que será um benefício imenso para a cidade de Catanduva, a realização de muitos sonhos e acima de tudo exemplo para outros lugares. A minha profunda gratidão ao Presidente da Câmara, Luis Pereira, primeiramente por muitos anos caminhando juntos. Eu tive a graça por cinco vezes ter sido tirado de Catanduva e 5 vezes restituído à Catanduva. E uma das vezes, a mais difícil, que foi até ao papa, o Luis Pereira que me ajudou e participou para que eu ficasse. Luis Pereira conversou com o arcebispo, que é de Ribeirão Preto, e depois encaminhou um pedido por escrito ao papa, lá no Vaticano.  E aquela vez praticamente seria irreversível a permanência aqui, mas Deus por vários meios e através de Luis Pereira, contribuiu para que eu continuasse aqui por mais um período”.

O Chefe do Legislativo Catanduvense, Dr. Luis Pereira, agradeceu a presença do sacerdote e as belas palavras proferidas a sua ajuda.

“Fico imensamente grato a presença do Padre Osvaldo em nossa Casa. A reunião foi de grande valia, pois mostrou a realidade dos fatos a respeito  do projeto Habitacional Social Coletivo da Associação Bom Pastor. Eu sou totalmente a favor da implantação do projeto e percebi que todos os vereadores também são a favor da implantação, e o que depender do Legislativo, vamos fazer de tudo para contribuir. Em relação as belas palavras proferidas ao meu respeito, fiquei extremamente emocionado, agradeço ao Padre Osvaldo por tamanha consideração e afirmo que sempre estarei à disposição para contribuir com a igreja e com a comunidade de Catanduva”.

Compartilhe:

Post Author: blogdasonia